Lewis Hamilton: fã incondicional de Ayrton Senna

Dias atrás vi uma série de vídeos interessantes que mostram o quanto Lewis Hamilton (piloto de F-1) é fã de Ayrton Senna. Não é fã da boca pra fora, dá para sentir que ele é um fã de verdade (assim como muitos de nós). Os vídeos são muito bacanas, então resolvi reunir alguns e postar aqui.

De cara, gosto do estilo de pilotagem do Lewis Hamilton… eu acredito que ele é muito perseguido injustamente no meio da F-1 (essa é a minha opinião! hehehe). Claro que alguns dos fatos ocorridos não corroboram para a imagem dele, mas não dá pra negar que ele é um dos únicos pilotos arrojados que nos restam atualmente.

Grupos de meninas – K-pop

Ultimamente tenho visto muitos tutoriais de maquiagem feitos por garotas asiáticas, e muitas delas se inspiram em cantoras koreanas, e por consequência, acabo ouvindo uma música e outra.

Gostei tanto de algumas músicas, e achei tão incrível a quantidade de grupos que repetem esta fórmula que resolvi listar algumas aqui! Se alguém conhecer alguma outra bacana deixa o nome nos comentários porque eu estou em fase de ouvir k-pop! 😀

Girls Generation – The Boys *minha girl band preferida no momento!*

Wonder Girls – Like This

Brown Eyed Girls – Abracadabra

2NE1 – I AM THE BEST

E só para não ficar só nas meninas, segue uma banda de meninos, e uma música que não desgruda da cabeça:

Super Junior – Mr. Simple

Beijos,
Ka

Desejo do dia: [saber] Desenhar

Em um dos meus primeiros posts (se não foi o primeiro… to com preguiça de olhar!) comentei sobre desenhar… e desde então não desenhei mais nada! Ou seja, há muuuuito tempo não tenho praticado!

Estes últimos dias tenho assistido uns vídeos de desenhos no Youtube que estão me motivando a voltar a desenhar, mas logo na primeira tentativa… que decepção… nada sai como imaginado! D:

Não consegui sair do olho:

Whose eye is it anyway?

Whose eye is it anyway?

Um dos vídeos que assisti e achei o máximo:

Comprar vs. Adotar

Sempre tive muitos cachorros em casa, muitos mesmo. Houveram muitos anos em que o número padrão de cachorros em casa era 5. Hoje em dia diminuímos este número para 3, mas mesmo assim, não diminuímos o amor por eles. TODOS foram adotados. Alguns eram de raça, mas a maioria, vira-lata.

Creio que a maioria já deve ter tido pelo menos um cachorro vira-lata na vida, então falo aqui aos que nunca tiveram: SE DEEM A OPORTUNIDADE DE TER UM! Um cachorrinho vira-lata é tão carinhoso quanto um cachorro de raça, e tão inteligente quanto também. Adoro gatos, mas nunca tive um por causa dos cachorros (sempre tem um dos cachorros que não se dá bem com gatos… se bem que no fundo confesso que sou mais uma pessoa de cachorro do que de gato!), porém acredito que o que eu falei valha para todos eles.

Para adoção: Mel

Para adoção: Mel

Vejo todos os dias no facebook vários posts sobre adoção de bichinhos, cada vez mais e mais casos de abandono, descaso, descuido, e o pior, maus-tratos aos pobrezinhos. Até quando?! Creio que cabe também uma conscientização sobre o castramento dos animaizinhos, que ajudaria muito toda essa situação.

Mas, voltando ao papo de adoção, sonho em dia ter um Golden Retriever, mas como pensar em desembolsar uma grana preta para ter um sendo que tantos outros vira-latas (lindinhos e fofinhos!) estão PRECISANDO de um dono sem cobrar nada por isso?

Para adoção: Izadora

Para adoção: Izadora

Por isso, antes de pensar em pegar um cãozinho/gatinho, nunca descartem a possibilidade de adotar. Passem no centro de zoonoses de sua cidade  (ou em algum dos vários outros centros de adoção), quem sabe lá você não irá se identificar com um cãozinho/gatinho e voltar feliz para casa sem pagar nada?!

É claro que o processo não é (e nem deve ser) tão simples assim. No caso do centro de zoonoses e na maioria deles, se você se interessar por algum bichinho, você será entrevistado para garantir que “o animal será adequado ao espaço físico e à composição familiar da nova casa. Da mesma forma, é avaliada a capacidade da família em suprir as necessidades do animal, garantindo seu bem estar.” – afinal, o bichinho tem que ir para um lar bacana! 😉

AMO os animais e me parte o coração ver qualquer um sofrer. Os meus au-aus são minha paixão… acho que nada pode descrever a felicidade que sentimos quando chegamos em casa e somos recebidos com uma festinha NÃO IMPORTA QUAL SEJA O DIA. ❤

Quem sabe assim o mundo muda um pouquinho e um dia eu posso começar a pensar em ter um Golden?! 🙂

Coloquei neste post alguns dos au-aus que estão para adoção no momento, vocês podem encontrar mais informações no blog do site da Pedigree – Adotar é tudo de bom. E quase me esqueço de colocar fotos das minhas au-aus! Lhes apresento:

Quinha

Quinha

Pepê

Pepê

Lucy

Lucy

Outros links relacionados:

Um beijo,
Ka

Lua-de-mel: para onde ir?

Em Janeiro finalmente fechamos a nossa viagem de lua-de-mel! Vamos para Cancún! \o/

Até batermos o martelo mudamos de idéia várias vezes… Para vocês terem uma idéia pensamos em viajar para: França, Itália, Suíça, Grécia, Turquia, Índia ou Nova York… mas quem falou mais alto no final foi o bolso! Com os gastos do casamento tivemos que diminuir o budget da viagem… 😦

Bom, fechamos um pacote de 8 noites em um hotel que faz parte de uma rede de hotéis em Cancún. O hotel escolhido foi o Sun Palace da rede Palace Resorts. Uma coisa legal desta rede é que, enquanto estivermos lá, podemos fazer uso da estrutura de qualquer um dos hotéis da rede, inclusive dos restaurantes. Assim como a maioria dos hotéis de Cancún, ele também possui o pacote “all inclusive“.

Água cristalina!

Cancún!

Algumas imagens do Sun Palace:

Quarto do hotel

Estou super ansiosa! Será que Maio chega logo?! 🙂

Bjo,
Ka

Um pouco de cultura japonesa

Ontem à noite surgiu um assunto bem interessante enquanto estava conversando com meus pais… algo que não fazia nem idéia de que eles participavam… Meu pai estava comentando sobre a época em que ele ajudava nos encontros de “Omiai” (casamento arranjado) dos amigos dele. Mas calma, neste caso, não seria forçar os noivos à casar, e sim apresentar um homem à uma mulher com a sugestão explícita de que eles poderiam ter algo em comum e vir, quem sabe, a se casar. Até os meus pais – quem diria! – também se conheceram desta forma!

Coincidentemente, hoje li um artigo em um blog de casamento falando sobre o casamento japonês. Eu não conheço muito sobre casamento japonês, mesmo sendo descendente de japoneses, então fiquei bem curiosa (ainda mais depois do papo com meus pais na noite anterior). O artigo tem umas fotos lindas, e algumas curiosidades sobre o casamento japonês.

Um dos pontos da cultura que eu já conhecia, mas achei legal compartilhar é esse:

Uma coisa diferente das culturas ocidentais é o presente de aniversários e de casamentos. Os convidados costumam dar presentes em dinheiro em envelopes bem bonitos, para ajudar nos custos da nova vida. Esses envelopes vendem na Liberdade (bairro tradicional japonês em São Paulo), mas precisa prestar atenção pois alguns são de aniversário ou até enterro (quando é costume os amigos darem dinheiro para a família para ajudar nos custos do velório, etc). As notas devem ser novas – no Japão é até comum ir ao banco e pedir “dinheiro de casamento” com a garantia de que nunca foram usadas. É símbolo de vida nova. E nos casamentos, sempre em número ímpar, para que não seja possível a separação por 2.

Não sabia que os japoneses costumavam a dar dinheiro como presente de casamento… mas sabia que isso acontecia em caso de morte. Como já perdi 2 avôs e uma avó, pude presenciar isso. Outra coisa que se costuma fazer em missas para falecidos – e que os brasileiros estranham muito – é recepcionar as pessoas depois a missa com uma refeição, como um modo de agradecimento pela presença de todos, e não para “celebração da morte” como já ouvi muitas pessoas comentando erroneamente!

Bom, era isso… gostaria de compartilhar um pouco sobre a cultura japonesa… eu mesma ainda estou aprendendo também! 🙂

Beijo,
Ka